Aqui, reunimos em uma lista alguns dos termos e verbetes mais utilizados dentro da escrita de roteiros. Você verá muitos deles nos roteiros que coletamos, nos livros sobre roteiro e em nossos textos e artigos. 

A-B  | C- D |  E-G |  H-L  | M-O | P-Q | R-S | T- Z

R

REPETIÇÃO

Elemento comumente utilizado na comédia, onde o  roteiro repete situações dramáticas conhecidas da platéia. 2. Demonstração de inércia e rotina de personagens.

 

RESOLUÇÃO

O final da narrativa, onde as tramas se resolvem, final da ação dramática.

 

REVIRAVOLTA

Vide ponto de virada

 

RITMO

Qualidade de um roteiro que relaciona cenas, ações dramáticas, dentro de um tempo considerado ideal.

 

ROAD MOVIE

Estilo ou gênero de narrativo onde a trama se desenvolve durante uma viagem ou percurso.

 

ROTEIRO

Forma escrita de qualquer obra audiovisual. Documento descritivo dividido em cenas.

 

ROTEIRO FINAL

FINAL DRAFT – Ultimo tratamento de um roteiro, finalizado e aprovado para ser produzido.

 

ROTEIRO LITERÁRIO

Roteiro escrito por um roteirista, sem indicações técnicas.

 

ROTEIRO TÉCNICO

Roteiro após análise técnica ou decupagem, que possui indicações técnicas de produção e direção.

 

RÚBRICA

Indicação de um roteiro voltada ao ator, que o ajuda a compreender nuances na interpretação.

 

RECOMPENSA

Vide PAYOFF

 

S

 

SCREENPLAY

Termo em inglês para o roteiro de cinema.

 

SCRIPT

Documento completo de produção de um filme, contendo roteiro, descrição de ideias, decupagem e todas as outras informações provenientes de vários profissionais/Roteiro

 

SEQÜÊNCIA

Conjunto de cenas que formam o mesmo movimento dramático.  “Uma sequência é uma sucessão de cenas com começo meio e fim definidos, cuja ideia central é a mesma. É uma unidade ou bloco de ação dramática com uma só ideia central.” (FIELD)

 

SÉRIE

Estilo de narrativa onde a trama se apresenta em vários episódios, comumente com os mesmos personagens principais, que se fecham narrativamente em si ou não, porém necessariamente pertencem a uma macroestrutura/ Obra seriada

 

"SET"

Vide locação

 

"SHOOTING SCRIPT"

Vide Roteiro Final

 

SINOPSE

No cinema refere-se a um documento que apresenta a narrativa de forma literal e resumida, apresentado apenas os personagens principais e tramas centrais. / Na linguagem televisiva refere-se a um documento literário descritivo contendo todas as informações de personagens e tramas assim como o argumento na linguagem cinematográfica.

 

SISTEMA DE IMAGENS

“...é uma estratégia de motivos ornamentais, uma categoria de imagem embebida no filme que se repete, em imagem e som, do começo ao fim com grande variação mas com igual sutileza, como uma comunicação subliminar que aumenta a profundidade e a complexidade da emoção estética.” (McKEE)

 

SITCOM

Comédia de situação. Sub-gênero da comédia que se concentra em um grupo de personagens e explora as situações cotidianas, em ambientes familiares ou de trabalho, de forma cômica.

 

STORY-BOARD

Documento que descreve de forma gráfica o roteiro decupado, através de desenhos que indicam enquadramento e movimento de cada plano.

 

STORYLINE

Narrativa contada em poucas frases, relatando apenas o essencial da trama principal.

 

SUBPLOT

Plot ou trama que se encontra como secundária à trama principal, se ligando a ela de forma a auxiliar em seu desenvolvimento e criando maior complexidade e nuances na estrutura narrativa.

 

SUBTEXTO

O subtexto é o que está sob a camada superficial de uma cena, é o que realmente ela quer dizer. Assim também acontece com o diálogo, muitas vezes o ator falar o que deve ser dito, é a pior forma de dizer. As palavras ditas e o significado do que gostaríamos de dizer muitas vezes se contradizem, é comum na vida e muito apreciado em um roteiro.

 

SUSPENSE

Ferramenta dramática que visa aumentar a tensão ou força dramática da narrativa, criando no expectador uma expectativa de resolução, o espectador e personagem sabem da mesma informação. É a busca ao resultado/ "Há uma diferença crucial entre "suspense" e "surpresa" e, no entanto, muitos filmes continuam a confundir os dois. Vou explicar o que quero dizer.Nós estamos, nesse momento, tendo uma conversa muito inocente. Suponhamos que há uma bomba debaixo dessa mesa. Nada acontece, e então, de repente, "Boom!" Há uma explosão. O público fica surpreso, mas antes dessa surpresa, foi uma cena absolutamente comum, sem nenhuma consequência especial. Agora, uma situação de suspense. Há uma bomba debaixo da mesa e o público sabe disso, provavelmente por que viram o anarquista que a colocou aí. O público está consciente de que a bomba vai explodir à uma hora e há um relógio na sala. O público pode ver que faltam quinze minutos para a uma. Nessas condições, a mesma situação inócua torna-se fascinante por que o público está participando da cena. A audiência pode ver que faltam quinze minutos para a uma. A audiência está querendo avisar os personagens: "Vocês não deviam estar falando sobre esses assuntos triviais. Há uma bomba embaixo da mesa e está prestes a explodir!"No primeiro caso, demos ao público quinze segundos de surpresa no momento da explosão. No segundo, provemos o público com quinze minutos de suspense. A conclusão é que sempre que possível o público deve ser informado. Exceto quando a surpresa é uma virada, ou seja, quando o fim inesperado é, ele mesmo, o ponto alto da história" (HITCHCOCK)

 

SUSPENSE (GÊNERO)

Gênero dramático que se utiliza do mistério como tema central, comumente ligada ao gênero policial ou de horror.

 

STATUS QUO

Expressão do Latim in statu quo res erant ante bellum ("no estado em que as coisas estavam antes da guerra").  Empregam-se estas expressões, geralmente, para definir o estado de coisas ou situações. É o universo estabelecido da trama, o mundo comum do protagonista. Elas são sempre empregadas nas formas "manter o status quo", "defender o status quo" ou, ao contrário, "mudar o status quo".

 

SPEC SCRIPT

Expressão em inglês para roteiro de especulação. É um roteiro não solicitado e não pago. Normalmente escrito por um roteirista que espera ter seu trabalho comprado e/ou produzido por uma produtora ou canal de tevê. / Roteiro baseado em franquias ou séries já estabelecidas, que serve para demonstrar as habilidades de escrita de um roteirista.

 

SAMPLE SCRIPTS

São roteiros feitos sem interesse de produção, normalmente feitos para demonstrar a capacidade do roteirista. Normalmente roteiros não produzidos e não vendidos se tornam amostra de roteiro.

 

A-B  | C- D |  E-G |  H-L  | M-O | P-Q | R-S | T- Z

logoemail.png