Aqui, reunimos em uma lista alguns dos termos e verbetes mais utilizados dentro da escrita de roteiros. Você verá muitos deles nos roteiros que coletamos, nos livros sobre roteiro e em nossos textos e artigos. 

A-B  | C- D |  E-G |  H-L  | M-O | P-Q | R-S | T- Z

C

 

CABEÇALHO

Parte inicial da descrição de uma cena no roteiro, que contém indicações de produção, localização, tempo e outras informações que auxiliem a produção.

 

CAUSALIDADE

Conduz a narrativa num desencadeamento de causa e efeito.

 

CAPA

Primeira página de um roteiro, onde está indicado o título, autor ou autores, além de informações de tratamento, revisão e outros.

 

CENA

Divisão de um roteiro e parte da narrativa que, geralmente, se passa em um mesmo espaço e no mesmo tempo narrativo.

 

CLICHÊ

Recurso narrativo que se utiliza de ação, personagem, fala, de fácil reconhecimento do expectador a fim de colocá-lo em um local de conforto. Muitas vezes reconhecido como um artifício fraco e de pouca criatividade.

 

CLIFFHANGER

Nomenclatura em inglês para o gancho/ Ver gancho

 

CLÍMAX

Ponto culminante de uma narrativa, o ponto alto da curva dramática, ponto inicial da resolução da trama.

 

COLABORAÇÃO

Processo em que dois ou mais roteiristas escrevem o mesmo roteiro, podendo no mesmo tratamento ou em reescritas.

 

COLD OPEN

Parecido com Teaser nas séries de tv, a entrada a frio, é um técnica de iniciar a obra diertamente na história antes mesmo de créditos ou abertura. Enquanto o teaser costuma contar com apenas uma sequência, o cold open pode ser mais longos. Filmes como Os Infiltrados, por exemplo, tem um cold open de aproximadamente 30 minutos. 

 

CONFLITO

“...É o próprio motor que impele a história adiante; Ele fornece movimento e energia à história” (Howard, Mabley). Conflito é o que cria a ação dramática com o embate de duas forças opostas.

 

CONCEITO

Definição ou desenvolvimento da ideia ou tema central/Conceito geral da obra pode ser outros materiais de referência que ajudam na criação da obra.

 

CONTEXTO

Modo pelo qual são encadeadas as ideias de um texto/Background onde o tema ou ideia é exposto

 

CONTRASTE

Grupo de características atribuídas a um personagem que o faz único e diferente dos outros seres do universo da história.

 

CONSTRUÇÃO DRAMÁTICA

Processo de trabalho da construção da estrutura dramática/(Vide estrutura dramática)

 

CURVA DRAMÁTICA

Representação dos diferentes valores dramáticos durante o decorrer da narrativa.

 

CURTA-METRAGEM

Formato de produto audiovisual de curta duração, no Brasil, segundo a Medida Provisória Nº 2.228-1, DE 6 DE SETEMBRO DE 2001, é a obra cinematográfica ou videofonográfica cuja duração é igual ou inferior a quinze minutos.  Para a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos, o curta-metragem é definido como "filme de até 40 minutos, incluindo créditos.

 

COMPONENTES DRAMÁTICOS

Personagens ou situações secundárias que auxiliam no desenvolvimento da trama.

 

D

 

DECUPAGEM

Analise do roteiro a fim de descrever a forma que ele será filmado, definição de enquadramento, movimento e corte.

 

DIÁLOGO

Parte do roteiro que será falada/Fala de dois personagens

 

DRAMATURGIA

A arte do drama/ Processo de criação de qualquer peça literária com intuito de dramatização ou representação

 

DRAFT

Nomenclatura em inglês para tratamento de um roteiro/ (vide tratamento)

 

DIEGÉTICO

A diegese é a realidade própria da narrativa/ o mundo ficcional com suas regras/ o que se encontra representado em cena.  

 

DRAMA

Qualquer narrativa no âmbito da prosa literária em que haja conflito ou atrito

 

DRAMA (GÊNERO)

Gênero de narrativa que visa levar o expectador ao sofrimento emocional.

 

DRAMÉDIA

Gênero da narrativa que se utiliza de cânones de gênero tanto da comédia como do drama. Também conhecido como comédia dramática.

 

DEUS EX MACHINA

Termo proveniente da comédia grega. Recurso narrativo onde uma ação externa, divina, age sobre a narrativa a fim de resolver a trama de forma positiva, independente de toda a construção dramática.

 

DESEJO

O que o personagem quer ou necessita, que impulsiona suas ações e leva a narrativa adiante.

 

DIABOLUS EX MACHINA

Contrário de Deus ex machina/  Recurso narrativo onde uma ação externa, extraordinária, age sobre a narrativa a fim de resolver a trama de forma negativa, independente de toda a construção dramática.

A-B  | C- D |  E-G |  H-L  | M-O | P-Q | R-S | T- Z

logoemail.png