Bibliografia

Por Tertúlia Narrativa

Você já deve ter passado por uma situação como esta: você conheçe um roteirista ou vai fazer um curso bacana sobre roteiro e pergunta com curiosidade e inocência "Você tem algum livro legal para indicar?". E a resposta é.... "tem aquele do Syd Field". E você tem vontade de se jogar no chão e chorar ( de raiva). Para todos que já passaram por isso, não se desesperem, existe sim uma vasta e complexa bibliografia para os roteiristas que queiram se aprofundar nos estudos de escrita para cinema e televisão. Abaixo, seguem algumas da nossas sugestões. E você? Conheçe um bom livro sobre escrita de roteiro , que não está na nossa lista? Deixe sua sugestão nos comentários. 

CARREIRA

O ano em que disse Sim, Shonda Rhimes

O livro de Shonda Rhimes não é um livro especificamente sobre roteiro, porém, traz experiências, insights e conselhos de uma das showrunners mais bem sucedidas e poderosas do mundo.

 

Só as partes engraçadas,  Nell Scovell

Com o subtítulo: “e algumas verdades difíceis sobre o ambiente machista que é Hollywood” e seu estilo hilário de escrita, a roteirista Nell Scovell, ativista e uma das primeiras mulheres alcançar um lugar de destaque em um mundo dominado por homens, apresenta um olhar franco e íntimo sobre o mundo da escrita, criatividade e celebridades da tv estadunidense. 

 

Escrevendo com a Alma, Natalie Goldberg

Escrevendo com a alma, não é um manual sobre escrita, poderia passar muito mais para um guia sobre a arte de escrever. Natalie Goldberg fala sobre o ofício, a importância da segurança e do autoconhecimento, além da dedicação e disciplina. Parece auto-ajuda para escritores, mas pode ser um livro maravilhoso naqueles momentos em que falta motivação e inspiração. Você pode ler os dois primeiros capítulos, aqui

 

Lições de Roteiristas- Roteiristas Falam Sobre Seus Filmes, Kevin Conroy Scott

Coletânea de diversas entrevistas com roteiristas de obras atuais do cinema mundial, como Ted Tally (O silêncio dos inocentes ), Carlos Cuaron (E sua mãe também ), Michael Haneke (Código desconhecido ), Wes Anderson (Três é Demais), Darren Aronofsky (Réquiem para um sonho ), Alex Garland (Extermínio), Francois Ozon (Sob a areia ) e Guillermo Arriaga (Amores Brutos ), entre outros. 

 

On Writing, Stephen King 

Um livro meio autobiográfico, meio guia para aqueles que estão começando a escrever. Um painel apaixonante sobre a presença da escrita na vida de um grande escritor. 

 

Wake Me When It's Funny, Garry Marshall

Livro autobiográfico do roteirista (e também diretor, ator e produtor) Gary Marshal. Lendário roteirista de cinema e TV, escreveu episódios para séries como The Dick van Dike show e The Odd Couple, séries não muito famosas no Brasil, mas que fizeram história na TV estadunidense. 


 

DOCUMENTÁRIO 

OFICINA PARA FORMATAÇÃO DE PROJETOS Manual Didático - DocTV

Esse pequeno, mas rico manual, formatado durante oficinas para o edital DocTv, é recomendadíssimo para quem deseja roteirizar documentários. Com exemplos práticos de projetos formatados e já produzidos, além de planilhas de produção, o manual é um excelente apoio para visualizar as etapas necessárias para se pensar não-ficção. 

 

Roteiro de Documentário- Da pré-Produção à pós-Produção, Sérgio Puccini

O livro investiga o processo de roteirização do documentário. Se na ficção a escrita do roteiro ocorre integralmente no período anterior  à filmagem, no documentário essa escrita muitas vezes se estende por todo o processo de realização - trata-se de uma escrita aberta. Com base nessa constatação, Sérgio Puccini tece considerações sobre as três etapas de uma produção cinematográfica: pré-produção, filmagem e pós-produção, ressaltando o papel de cada uma na construção do documentário.


 

TEORIA 

 

Manual de Roteiro, ou Manuel- o primo pobre dos Manuais de Cinema e Tv, Leandro Saraiva e Newton Cannito

Leandro Saraiva e Newton Cannito. Criam um livro diferente dos livros técnicos americanos que costumamos ler. Ao invés de mostrarem regras, ensinam o leitor a criar suas próprias regras para a escrita, através das muitas possibilidades narrativas. Uma rara oportunidade de entender roteiro, sob o ponto de vista de quem está inserido no mercado brasileiro contemporâneo. 

 

O Argumento Cinematográfico, Dominique Parent-Altier

Um raro livro que disseca a escrita do argumento para cinema, através de princípios e  fundamentos teóricos e práticos, além de exemplos de filmes do cinema clássico contemporâneo. 

 

O Herói de Mil Faces, Joseph Campbell

Joseph Campbell, talvez a maior autoridade em mitologia do século XX, fala pela primeira vez no monomito e sua presença em narrativas como a história de Gautama Buddha, Moisés e Cristo  e as etapas comuns na trajetória dos heróis.

 

O Manual do Roteiro, Syd Field

O Manual do Roteiro é sem sombra de dúvidas, um dos livros mais famosos sobe escrita de roteiro para cinema. Syd Field consegue passar de forma didática noções básicas e fundamentais para a escrita de um roteiro no formato americano. Se você ainda não leu, leia nem que seja para contestar todas as regras aparentemente inflexíveis do guru. 

 

O Poder do Clímax,  Luiz Carlos Maciel

Maciel faz um apanhado de diversos estúdios de dramaturgia e narrativa, desde Aristóteles até Christopher Vogler, além de dar ênfase no desenvolvimento e escrita do ápice dramático, o clímax. 

 

O Poder do Mito, Joseph Campbell

Joseph Campebell foi um dos maiores pesquisadores sobre mitologia e esta obra prima (baseado em uma série de entrevistas para a BBC) é obrigatória a todos aqueles aficionados por histórias. “O poder do mito” trata sobre a evolução das mitologias de diversas sociedades e como se adaptam na sociedade moderna, basicamente, como nosso inconsciente coletivo se transformou no passar dos anos.

 

O Roteirista Profissional, Marcos Rey

Marcos Rey foi um importante roteirista da tv e cinema brasileiro, tendo chego a ser roteirista mais bem pago do país no ápice de sua carreira. Um apanhado das experiências do autor, falando sobre escrever para cinema e tv,  criar diálogos e fazer adaptações de obras literárias. 

 

O Roteiro de Cinema, Michel Chion

Muitas vezes, quando vamos estudar roteiros, ficamos presos a um ponto de vista americano do processo. Michel Chion dá uma outra visão sobre a arte, muito parecida talvez com alguns dos outros livros que você já leu, mais ou mesmo tempo, completamente distinta. Ousa falar, por exemplo, de temas pouco abordados por outros escritores como  o descanso narrativo e a fragmentação . Tudo com exemplos de filmes como "Pauline na Praia" de Eric Rohmer, "Uma Aventura na Martinica" de Howard Hawks ou"O Testamento do Doutor Mabuse" de Fritz Lang .

 

Por Dentro do Roteiro, Tom Stempel

Analise de  grandes sucessos e grandes fracassos da história do cinema, Tom Stempel analisa 50 filmes, passando  de Janela indiscreta até American Pie, para refletirmos as melhores soluções para problemas que todo profissional da narrativa cinematográfica enfrenta.

 

The Virgin's Promise: Writing Stories of Feminine Creative, Spiritual, and Sexual Awakening - Kim Hudson 

Após anos de estudos e catalogação de padrões e arquétipos que se relacionam com arquétipos Jungianos, Kim Hudson propõe uma estrutura narrativa utilizando arquétipos de energia feminina, independente do gênero das personagens. Um livro para roteiristas que querem expandir suas estruturas para variáveis femininas e ampliar seus horizontes.

 

The Nutshell Technique: Crack the Secret of Successful Screenwriting

A consultora de roteiros Jill Chamberlain desenvolveu um método próprio na abordagem de se pensar roteiros com The Nutshell Technique, focada principalmente na jornada interna da personagem. A autora defende que boa parte dos roteiristas que falham em suas histórias não conseguem diferenciar uma situação de uma história, e usando exemplos práticos, apresenta oito elementos interconectados que podem ajudar nessa compreensão. 

 

Eliseo em 100 Perguntas - O Roteiro cinematográfico segundo Eliseo Altunaga

Um dos mais importantes consultores de roteiro da América Latina, o roteirista e professor Eliseo Altunaga compartilha sua sabedoria e visões através de uma série de conversas com o autor Julio Rojas em um intervalo de sete anos. 

 

45 Master Characters: Mythic Models for Creating Original Characters, Victoria Lynn Schmidt

A escritora usa a mitologia para coletar 45 modelos facilmente reconhecidos em romances, filmes e televisão. Ótima chance de se aprofundar na hora de criar seus personagens através de arquétipos. 

 

A Construção da Personagem, Constantin Stanislavski

Constantin Stanislávski é sem dúvida um dos mais influentes pensadores teatrais do século XX. A Construção da Personagem não é um livro para roteiristas, mas sem dúvidas, muitas das questões levantadas para a interpretação dos atores, também valem ser refletidas para o momento da escrita, como as entonações e pausas, a acentuação expressiva e o ritmo-tempo. 

 

A linguagem Secreta do Cinema, Jean-Claude Carrière

Jean-Claude Carriere dá uma aula sobre cinema, falando desde a invenção da arte, a evolução da linguagem e sobre a escrita para cinema, tudo envolto nas próprias experiências e memórias do autor, muitas através de parcerias com outros grandes nomes do cinema como Jacques Tati, Luis Buñuel e Milos Forman. 

 

A Jornada do Escritor: Estruturas Míticas para Escritores, Christopher Vogler

Um dos livros mais indicados para escritores, roteiristas e interessados no assunto. Em sua obra, Vogler analisa a influência da mitologia em histórias, e através da Jornada do Herói cria um guia prático de uma estrutura narrativa e aponta as características dos arquétipos mais comuns. 

 

Aristotles Poetics for Screenwriters,  Michael Tierno

Michael Tierno mostra como A Poética de Aristóteles, ainda é  um recurso inestimável para os roteiristas, demonstrando como aplicar esses conhecimentos antigos aos roteiros modernos, exemplificados através de diversos roteiros contemporâneos como Gladiador e Exterminador do Futuro.

 

Cinematic Storytelling: The 100 Most Powerful Film Conventions Every Filmmaker Must Know, Jennifer Van Sijll 

Em um primeiro momento, parece não ser um livro dedicado à roteirista, já que trás instruções sobre uso de lentes e ângulos de câmera. A verdade é que Jennifer consegue algo raro e fala sobre diversos elementos de um filme e suas funções narrativas. É uma das poucas que fala sobre o uso narrativo do som e transições, por exemplo. 

 

Como aprimorar um bom roteiro,  Linda Seger

Um livro fundamental para aqueles que já tendo seus roteiros, querem ir além e desenvolver métodos para criar histórias mais funcionais e impactantes. 

 

Como Contar um Conto, Gabriel García Marquez

Um livro diferente de tudo que você já leu sobre roteiro. O ganhador do Nobel de literatura Gabriel García Marquez, se reúne com um grupo de roteirista em uma oficina, para desenvolverem suas histórias. O livro é uma transcrição dos encontros e dê forma orgânica nos leva a refletir a forma como criamos e pensamos em nossas histórias.

 

Como criar personagens inesquecíveis , Linda Seger

Linda Seger passa dicas, métodos e técnicas para criar personagens, sua psicologia e backstory. Além disso, o livro trás entrevistas com roteiristas famosos  como os autores de obras como "Entre dois amores", "Gente como a gente", "Rain man" e seriados como "Profissão perigo" e "Cheers, que passam suas experiências. 

 

Da criação ao Roteiro, Doc Comparato

Primeiro livro em língua portuguesa sobre escrita para roteiros. Ainda hoje é um clássico, Doc Comparato inicia com teoria e práticas que vão desde a idéia até o roteiro final.  

 

Do Roteiro para a Tela, Linda Seger & Edward J. Whetmore

Seger e Whetmore examinam aqui o papel de cada artista na transformação de um grande roteiro em um grande filme, analisando roteiros de clássicos como Thelma & Louise , Sociedade dos Poetas Mortos e A Testemunha.

 

Roteiro de Cinema e Televisão - Flávio de Campos

Flávio de Campos faz um apanhado abrangente sobre a escrita para cinema e tv, incluindo elementos, estruturas e técnicas através de  exemplos tanto da literatura quanto do audiovisual, que vão de Central do Brasil até clássicos de Hitchcock.

 

Save The Cat!, Blake Snyder

Save the Cat é um desses livros de ame ou deixe-o. É um livro básico, mas tem muitas coisas interessantes e pouco abordadas em outros títulos. Blake Snyder cria nele o uso do Beat Sheet, uma estrutura narrativa  muito utilizada no atual cinema americano. Tudo com exemplos contemporâneos e propostas de exercícios.

 

Teoria e Prática do Roteiro- David Howard e Edward Mabley

Os autores dissecam as funções de um roteirista e os princípios básicos de roteirização, além de analisarem 16 filmes clássicos, entre eles Quanto Mais Quente Melhor, Os Incompreendidos, Cidadão Kane, Thelma e Louise e Rashomon. 

 

The Anatomy of Story, John Truby

John Truby é consultor em Hollywood e tem em Anatomia da História um dos livros básicos do roteiro americano contemporâneo. Passa por temas pouco explorados como criação de universos e linhas narrativas. Um livro além do básico, que se foca no desenvolvimento da história e na construção de cenas.

 

The Art of Dramatic Writing, Lajos Egri

O clássico de Lajos Egri apesar de um pouco datado, afinal foi escrito em 1946, expõe princípios fundamentais para exercer uma boa escrita dramática e criar personagens, além de propor uma crítica a visão Aristotélica.

 

The Hollywood Standard: the complete and authoritative guide to script format and style,  Christopher Riley

É um livro sobre formatação e estilo, provavelmente o complete do gênero. Quase todas suas dúvidas sobre formatação serão respondidas com a nova edição, com capítulos para obras com trechos musicais ou mesmo como formatar conversas de mensagens de texto e mensagens instantâneas.  

 

Writing for Emotional Impact,  Karl Iglesias

Karl Iglesias parte do princípio que só existe uma regra em storytelling, ser interessante. Para isso, ele passa técnicas dramáticas para criar apelo e impacto emocional em filmes e séries. 

 

SÉRIES 

Writing the TV Drama Series - Pamela Douglas 

Em uma obra repleta de dicas e análises sobre os diversos processos envolvidos na escrita de séries para a tv (aqui especificamente One Hour Dramas), a autora organiza não apenas as etapas da escrita, mas também oferece uma visão geral de como o mercado estadunidense funciona. Além de diversas entrevistas e estudos de caso com renomados profissionais da área, como showrunners, roteiristas e executivos de tv. 

 

Na sala de Roteirista - Cristina Kallas 

A roteirista Christina Kallas conduz uma série de entrevistas com diversos roteiristas e showrunners do alto escalão da tv norte americana. As conversas rendem boas histórias que refletem desde experiências pessoais e profissionais, metodologias de trabalho, configuração de salas de roteiro, entre muitas outras informações e dicas para quem já escreve ou deseja escrever séries de tv. 

 

Inside the TV Writer's Room: Practical Advice for Succeeding in Television (Television and Popular Culture),  Lawrence Meyers

Meyers entrevista diversos roteiristas, em busca de experiências como suas entradas no meio televisivo ou o início de suas carreiras. A coleção de entrevistas traça um perfil destes roteiristas bem sucedidos, seus processos criativos e seu comprometimento com sua arte. Além disso, cada capítulo conta com exercícios para desenvolver uma escrita de sucesso.

 

Successful Television Writing,  Lee Goldberg & William Rabkin

Livro obrigatório para aqueles que querem desenvolver obras seriadas para a tv. Lee Goldberg e William Rabkin ensinam sobre como criar um estilo para sua série, como utilizar a estrutura de quatro atos e criam beat sheets de séries famosas, um ótimo exercício e método de análise de trabalhos bem sucedidos.

 

The One-Hour Drama Series: Producing Episodic Television, Robert Del Valle

Robert dell Valle, produtor indicado ao Emmy, e nome importante da tv americana, já tendo trabalhado em títulos como Os Sopranos e Six Feet Under. Apesar de ser um livro sobre o processo de produção de séries  é uma aula para aqueles que querem desenvolver narrativas seriadas dramáticas. 

 

Writing the Pilot,  William Rabkin

Parece exagero, mas Rabkin está para a escrita de obras seriadas assim com Mckee está para a escrita de cinema. Se você quer desenvolver séries dramáticas, este livro é imprescindível. Rabkin ensina como identificar conceitos que rendem centenas de episódios, como criar personagens que permanecem interessantes e como conceber um piloto de impacto. 

DIÁLOGOS 

Diálogo: A arte da ação verbal na página, no palco e na tela, Robert Mckee

Um dos mais famosos autores sobre a arte da escrita dramatizada, Robert Mckee agora apresenta técnicas e formas de pensar diálogos para filmes, séries e peças de teatro. Personalidade, impacto,cadência, subtexto, emoção, exposição e uma grande composição de técnicas e possibilidades são dissecadas em diversos exemplos teóricos e práticos. 

 

Dialogue: Techniques and Exercises for Crafting Effective Dialogue, Gloria Kempton 

Um destes livros de ame-o ou odeie-o.  A verdade é que não é livro para aqueles que esperam um manual de como escrever bons diálogos. Ao contrário disso, Gloria Kempton elenca diálogos diversos, classifica-os e analisa o que os torna bons. Voltado a escritores literários, também pode ser útil para roteiristas, com os seus exercícios para a prática de escrita de diálogos.

 

Talk the Talk: A Dialogue Workshop for Scriptwriters, Penny Penniston

Penny Penniston cria um livro único para roteiristas em busca de melhorar e evoluir sua escrita de diálogos, através de exercícios, lições e interessantes questões a serem pensadas pelos roteiristas no ato da escrita. 

 

COMÉDIA 

Comedy Writing: Step-by-Step, Gene Perret

O premiado roteirista e produtor Gene Perrets, cria um manual para roteiristas de comédia com passo-a-passo de seu método de escrita ao longo de sua carreira. 

 

Successful Sitcom Writing,  Jurgen Wolff

Jurgen Wolff mostra porque algumas idéias são promissoras e outras devem ser abandonadas, apesar de serem engraçadas. Ensina como desenvolver personagens e subplots, além de como trabalhar com as estruturas clássicas de sitcom, comédia física  e timing. 

 

The Comedy Bible: From Stand-up to Sitcom- The Comedy Writer’s Ultimate “How To” Guide,  Judy Carter

O nome faz jus ao livro, The Comedy Bible, geralmente é uma bíblia para aqueles que estudam comédia, seja ela roteiros audiovisuais ou mesmo para Stand-up. Judy Carter consegue fazer, de forma prática e divertida, um guia com estruturas, estilos e gêneros da comédia, além de propor exercícios diários para refinar seu senso de humor, escrever textos cômicos e encontrar sua própria voz. 

Observação: Alguns dos títulos não são encontrados em edição nacional

logoemail.png